Ruta 40 - Aventura em dez dias

Ruta 40 - Aventura em dez dias
Clique na foto para ir ao comentário - Resumo da viagem

Ruta 40 - Rio Gallegos - El Calafate - dia 06.09.2009


Partimos cedo de Rio Gallegos em direção ao Cabo Vírgenes, marco zero da Ruta 40.




Foi uma puxada, fazer Rio Gallegos, Cabo Vírgenes, El Calafate. Chegamos já havia escurecido. Eu eo André estavamos congelados, pensamos que iamos ter uma hipotermia.

Eu apontando para a água congelada direção, em um Virgenes Cabo
















André



























Otto e Laury
Vicente


Laury e Otto

Após uma foto tradiocional, iniciamos o retorno para El Calafate

Barão
Laury




André



Fernando, não posto em Rio Gallegos
Entre Rio Gallegos e 28 de Noviembro, uma estradaé derípio e não está boa, Pois estão em obras, com areia solta e há muitos desvios, trilhos, etc Se chover, um caos DEVE FICAR.

Em Estância Taki Aipe ha, um trecho de 70 km de rípio bom até El Cerrito.


De El Cerrito El Calafate, é um trecho muito bonito da Estrada.


As fotos abaixo são entre El Cerrito e El Calafate




Deboni







Otto e Deboni

Deboni e Vicente
Caco

Eu eo André chegamos às 19:40 hs, depois de 754 quilômetros de estrada, sendo 500 km de rípio. Não foi fácil.
O restante do Grupo teve problemas e ficaram em 28 de Noviembro. O Fernando se atrapalhou com um trilho de trem atravessado na estrada e o Arthur, com uma bomba de injeção. Uma lástima, perdemos dois bons companheiros já no primeiro dia de viagem.



Arthur carregando uma moto
Depoimento do Arthur no site do BMW Riders - Brasil (http://www.bmwriders.com.br/):
Olá Marcelo,

Foi comigo o problema na Ruta 40. Cheguei hoje ao Brasil.
Realmente acredito que não tenha Sido o EWS, mas sim uma bomba de combustível. Depois do incidente o motor girava mas não ligava, aparentemente não havia combustível para explosão, só que o tanque estava praticamente cheio. O último abastecimento havia sido mais ou antes mentos 150 km, e eu tinha enchido o tanque da aventura.
Abraço,
Artur.

Depois de 700 km e muito frio, chegamos em El Calafate.


O frio era tanto, que o meu xampu, que estava dentro da mala lateral, congelou. Imaginem o resto. Cheguei no hotel, peguei minhas coisas e me enfiei na banheira.



El Calafate é uma pequena cidade localizada na província de Santa Cruz, Argentina próxima a fronteira com o Chile com aproximadamente 5,500 habitantes, distante cerca de 270 quilômetros da capital provincial: Rio Gallegos.

É a cidade mais próxima ao Parque Nacional de Los Glaciares, cerca de 80 quilômetros, onde localiza-se a maior geleira em extensão horizontal do mundo: Glaciar Perito Moreno que encontra-se constantemente em evolução com diminuição de sua área Devido ao aquecimento global. Também próxima de outra importante geleira: Glaciar Upsalla.

El Calafate vem do arbusto que nasce na região, dando uma pequena fruta donde se fazem doces e geléias. É uma pequena cidade em franco desenvolvimento turístico, Oferecendo boa estrutura hoteleira, um aeroporto moderno e ótima opções de turismo. Suas estradas são muito boas, sinalizadas, porém de pouco movimento.

El Calafate Possui clima frio, com média anual de sete graus, temperaturas máximas por volta dos treze graus e mínimas por volta dos dez abaixo de zero. Na região Extraordinários Habitam exemplos da fauna como o zorrino patagónico (Como um gambá de faixa branca nas costas), o huemul (cervo), Águia Mora, Patos torrentes, cauquenes, entre outros.

A atração maior, que amanhã iremos, é o extraordinário Parque Nacional dos Glaciares, fundado em 1937 e declarado Patrimônio da Humanidade em 1981. Possui extensão de 725 mil hectares. Nele se localizam os Glaciares Perito Moreno, Upsala, O'Nelli, Spegazzinni, entre outros.

São imponentes sentinelas de neve depositados por séculos em suas origens, no alto da Cordilheira dos Andes. Descem por extensões de que chegam a km 170. São formados basicamente de neve compactada, possuindo nuances Milhares de fazer branco ao azul.

Na maioria SUA, não terminam Lago Argentino, onde se fragmentam desde farelo de gelo à grandes icebergs, descendo lentamente o leito do lago até seu DERRETIMENTO. Os glaciares movem-se até um metro por dia, atritando-se violentamente com o terreno, Moldando-o e lançando sedimentos não finissimos lago, que ficam em suspensão na água, formando o leite dos glaciares.

Glaciar Perito Moreno
Um dos lugares mais fantásticos do planeta está localizado na cidade de El Calafate na Patagônia Argentina. Eu sei, existem muitos outros glaciares espalhados pelo planeta, mas o que torna o glaciar Perito Moreno único pela união de fatores como beleza, constante, grandiosidade atividade e Acessibilidade. Perito Moreno dos glaciares é um do Los Glaciares Parque Nacional, pertencente ao banco de gelo continental sul, uma das maiores reservas de água doce do planeta.

Gelo vivo "
Trata-se de uma "língua" de gelo que desce das altas montanhas Escavando sem seu vale um caminho de 36 quilômetros de extensão. Ao visitá-lo você PODERÁ observar uma sua frente, o ponto onde uma massa de gelo com mais de 80 metros de altura encontra um dos braços do Lago Argentino. Através de passarelas de madeira, é possivel chegar com segurança, uma pouca Centenas de metros das suas majestosas paredes de tom azulado e escutar seu rugido. Isto mesmo, Ruge o glaciar. Enquanto avança um uma velocidade de 2 metros / dia, os imensos blocos de gelos chocam-se entre sim, erosionam racham e as Pedras do solo provocando barulhos monstruosos que nos dão uma impressão que o glaciar está vivo. E de certo modo esta! Comparado a outros glaciares que estão em franco retrocesso, o Perito Moreno continua em equilíbrio, gelos produzindo na mesma proporção que o perde. Por isto, qualquer visitante PODERÁ observar uma quebra e queda de imensos blocos de gelo, que se desprendem de suas paredes. É um espetáculo único! Uma demonstração de poder e majestade da natureza.

Observando o glaciar
As passarelas
Para quem visita o glaciar o êxtase é ficar horas fio diante daquela massa gelada tentando descobrir onde cairá o próximo bloco. O enorme estrondo provocado pelo impacto do gelo com a água, em contraste com o silêncio que reina nenhum local, faz o coração bater mais forte. Mas o gelo é perigoso e DEVE ser admirado de uma distância segura. Até 1988 já haviam morrido 32 pessoas ali, Vítimas de pedaços de gelo ou das ondas de quase 3 metros formadas pela queda. Hoje as passarelas protegem os visitantes e delimitam o perímetro. Este espetáculo Ocorre todos os dias, em todas as horas e pode ser admirado tanto no verão como no inverno. Para quem visita o glaciar, sugiro levar o abrigo para chuva e frio pois uma proximidade com um Cordilheira do Andes, faz com que o tempo mude com freqüência. Voce só pdoerá absorver toda a magia do glaciar se Estiver abrigado.

Caminhando sobre o gelo
Uma outra maneira de conhecer o glaciar, realizando um passeio é chamado de Mini-trekking. Trata-se de uma caminhada por cima do gelo usando sandálias com ponta de ferro, chamadas "grampones" por sobre o calçado. É lógico que este passeio Ocorre em uma zona do glaciar muito estável onde não há riscos de desabamentos. É uma aventura única caminhar por sobre esta massa gelada. A trilha tem cerca de 2 horas e em um ritmo tranqüilo Ocorre sempre em dos guias companhia. Durante o passeio pode-se observar pequenos riachos, Caverna de núcleos de gelo variadas, Gretas profundas e pequenas paredes geladas que pueden ser escaladas. Para os mais aventureiros há versão dês um passeio chamada de Big Ice bue que uma caminhada de 6 horas até o Corações do glaciar.

Rompimento - Um espetáculo único
Em algumas Ocasiões o próprio glaciar Perito Moreno se supera. Quando a produção de gelo é maior do que uma perda, o glaciar avança até tocar na terra e represa o lago que passa na sua frente. Conforme passam os dias, uma massa de gelo E com ela cresce o nível do lago bloqueado. Acontece então uma luta silenciosa entre o gelo ea água. Uma queda de braço silenciosa que pode durar meses. Quando a pressão da água consegue furar uma resistência do gelo, ocorre o fenômeno conhecido como "rompimento do glaciar". Primeiro um pequeno túnel se forma, jorrando água Cada Vez Mais Forte Através do gelo. Com o atrito da água, o túnel vai aumentando e enormes blocos de gelo vão caindo. Tudo isto em seqüência rápida. Em determinado momento, forma-se uma gigantesca ponte de gelo que finalmente acaba Müşerref com estrondo enorme e atirando pedaços de gelo para todos os lados. É um privilégio (e muita sorte) ver este espetáculo.

Seja qual for a sua experiência que você escolher para visita Perito Moreno, pode ter certeza que ficará encantado diante de tanta beleza criada por Deus.

veja o filme


Um comentário:

  1. hoje vi, e gravei, a reportagem da tvcom: 7min11seg; estou acompanhando a viagem via blog; adrenalina, paisagens fantástica, putz, é de ficar babando; abr, ruy dalbem

    ResponderExcluir

Visita por países desde 11.12.2009


comprar e vender