Ruta 40 - Aventura em dez dias

Ruta 40 - Aventura em dez dias
Clique na foto para ir ao comentário - Resumo da viagem

Ruta 40 - Esquel para Zapala - dia 10.09.2009

Hoje foi um dia muito complicado e pesado.

Passamos por dentro de um rio e barro formado pelo degelo.

Num desses, o André tomou um tombo. Pode ter sido pelo amortecedor que constatamnos estar quebrado em Mendoza. Que susto. Depois de refeito, andamos numa velocidade reduzida, pois machucou a mão. Mas não tinha saída, pois não havia nada ao redor, nem passava viva alma. Além disso, uns cinquenta quilometros para trás o GPS marcava, erroneamente, uma entrada para a esquerda. Nós nos informamos e fomos pela direito. Por essa razão e pela demora do pessoal chegar, pensamos que eles tinha entrado no caminho errado. Só que eles constataram os nossos rastro, quando demos a volta e fizeram o mesmo. No outro dia, sua mão direita parecia um pão.

O Caco, não aguentou a baixa velocidade e junto-se com o pessoal e foi na frente. Ficamos eu e o André, ele machucado.

Depois de toda a dificuldade, tivemos que economizar gaolina, pois havia um longo trecho sem abastecimento. Eu (GS), o Caco (ADV) e o Vicente (ADV) foram os únicos que não pararam. Minha moto estava fazendo 430 quilometros com um tanque.

Juntaram-se a nós o Fábio (KTM ADV) e o James (BMW R 1200 GS)

Eu e o João Artur na saída do hotel em Esquel
    Vicente

  • Até aqui, tudo alegria. João Artur curtindo o sonho de criança de ser maquinista. hehee 
    Minha moto em frente da locomotiva

  • Caco
    Eu passando numa foto do Caco


Eu, o Caco e o André, os primeiros a ultrapassar esse obstaculo. Para os demais ficou fácil seguir os rastros e constatar que dava para ultrapassar.

A travessia do Rio
André

    André já refeito do susto e pronto para tocar em frente
    A represa
    Pelo menos o por do sol foi lindo

2 comentários:

  1. Amigo Laury, saudações gaudérias,

    Blza de fotos e registros. Parabéns a todos vcs pela aventura. É isso, nesse período que ainda exite neve na cordilheira, não tem jeito não, os tombos são inevitáveis por vezes. Felizmente todos estão bem. Seguramente o pior trecho vcs já venceram, agora vai ser só alegria até o Norte da Argentina. Que o Supremo Criador continua abençoar e iluminar a tocada de vcs.
    Renato Lopes - Santa Maria - RS

    ResponderExcluir
  2. Beleza Renato. Daqui para frente o rípio não vai ser tão pesado e não há o risco de chuva.
    Forte abraço
    Laury

    ResponderExcluir

Visita por países desde 11.12.2009


comprar e vender